Ansiedade exagerada: muita adrenalina no organismo!

As respostas do organismo às situações de estresse do dia a dia estimulam a liberação do hormônio adrenalina, que produz várias respostas corporais. As mais conhecidas são palpitações, pressão alta, falta de ar, aumento do açúcar no sangue, ansiedade, má digestão, insônia, entre outras. Dentre estas respostas, a ansiedade se expressa de várias formas, trazendo sintomas variados. Ela pode surgir de forma generalizada, quando vivenciamos os problemas comuns da vida com excessiva preocupação. Isto provoca insônia, irritação, dor de cabeça e falta de concentração. A ansiedade pode surgir como um episódio súbito e intenso de medo sem razão aparente; é o chamado ataque de pânico. Os sintomas são muito conhecidos, como uma sensação de morte iminente, taquicardia, suor frio e tonturas. A síndrome do pânico leva o indivíduo ao pronto socorro e exige, além do apoio psicológico, medicação específica durante alguns meses e acompanhamento clínico.
A ansiedade pode surgir na forma de fobias, como por exemplo a fobia social ou aquelas que surgem em situações específicas (claustrofobia, por exemplo). Desta forma, as situações em que a ansiedade se torna insuportável podem exigir a ajuda dos especialistas da área psi (psiquiatras e psicólogos), os quais podem orientar o tratamento. Não desvalorize os sintomas da ansiedade, procure rapidamente um especialista!

Deixe uma resposta